A marca da sua empresa pode dar mais anos de vida a ela

Você está cuidando da marca da sua empresa? Sim, porque marca é mais do que uma comunicação visual, é a personalidade do seu negócio.

Construir uma marca forte leva tempo, e muito investimento, mas existem situações onde às vezes vale a pena pensar em mudar.

Se o nome da marca é difícil de pronunciar, por exemplo, ou não passa adequadamente a mensagem que a empresa quer dar aos consumidores, talvez valha a pena pensar num novo nome, comunicando a mudança para os consumidores durante um tempo, para não perder o reconhecimento já conquistado com a marca anterior.

Isso pode acontecer quando a tecnologia muda e a empresa precisa se reposicionar. Por exemplo: uma empresa chamada “Revela Fotos” que antes revelava filmes fotográficos, mas agora, em função da nova tecnologia digital faz impressões de imagens digitais, pode ter que mudar a sua marca para “Imprime Fotos”, transmitindo melhor a ideia do negócio.

Outra situação onde mudar a marca pode ser mandatório é quando a atual está queimada por algum motivo. O pessoal da DELTA construtora tentou fazer isso… o vôo 447 da Air France, aquele que caiu no meio do Atlântico, também mudou o número e alguns edifícios nos Estados Unidos até pulam o número 13, chamando-o de 14, para não inspirar sentimentos ruins nos usuários.

Entendeu a lógica? O mesmo com o logotipo! Então reflita sobre o nome da sua marca!

Ouça esta dica!
[podcast]http://www.claudionasajon.com.br/wp-content/uploads/2012/07/05.07.12.mp3[/podcast]

Comentários

comentários

2 Comments

  1. TC's Gravatar TC
    5 de julho de 2012    

    Considero esse tema bastante delicado. Do mesmo modo que sua dica tem peso, também tem o nome que já conquistou reconhecimento. Um exemplo que sempre dou é o da rede de lojas Ponto Frio. Os que já viveram um pouco mais de 35 anos se lembram que a marca possui esse nome porque no início das atividades ela vendia geladeiras e refrigeradores. Hoje, no entanto, a marca responde pela comercialização de praticamente qualquer tipo de eletrodoméstico (e até um pouco mais) mas não dispensa o nome e o pinguim que a colocou na memória do consumidor.
    Como disse, considero essa questão bastante delicada.
    Forte abraço.

    • 6 de julho de 2012    

      É preciso analisar de caso a caso, algumas empresas precisam de fato alterar seus nomes por problemas ou falta de personalidade de marca mesmo. Obrigado pela participação.

      Abraço, Claudio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ganhe investindo em startups

Empresas podem dar retornos bem superiores aos do mercado financeiro, mas é preciso saber identificar oportunidades. A partir de R$ 10mil é possível investir em negócios que, no meu caso, deram retorno de 10x, 20x e até 64x. Para conhecer o método, inscreva-se em Investidor10x.com

Aprenda a fazer animações digitais em 6 meses

Programa inclui:

  • Criação de avatares personalizados
  • Animação e sincronização labial
  • Apresentações de “quadro branco”

Para concorrer a uma bolsa integral, inscreva-se em Nasajon Educacional

Pílulas de Gestão

Para receber gratuitamente, por e-mail, vídeos, artigos e dicas sobre empreendedorismo e gestão empresarial, preencha os dados a seguir.

Sou contra SPAM! Seus dados estão seguros comigo.

Podcast “Gestão Empresarial” no iTunes

Quanto vale a sua empresa? Faça este teste e descubra!

Teste de estresse

Conheça o seu nível de estresse clicando na imagem abaixo e respondendo a algumas poucas perguntas.

Teste de autismo

Conheça a relação entre as suas habilidades técnicas e capacidade de socialização com este breve teste de QA (Coeficiente de Autismo).

Siga-me no Facebook

Siga-me no YouTube