Mentoria de negócios
4 formas de evitar a evasão de executivos

Um estudo da revista business insider mostrou que mais da metade dos executivos sai menos de dois anos depois da contratação.

Isso é um problema porque a saída de um empregado recém-contratado custa à empresa até três vezes o salário, levando em conta o custo do novo recrutamento, do treinamento e do período de baixa produtividade até o novo executivo se familiarizar com as ferramentas, os processos e as pessoas da empresa.

Três vezes o salário!

Muito bem, mas como resolver esse problema?

Bom, a Business Insider realizou mais de 2.700 entrevistas em 148 organizações e conseguiu isolar alguns fatores que desestabilizam a carreira dos novos executivos – e principalmente, como evitá-los.

Neste vídeo eu compartilho com você 4 desses fatores.

O primeiro é impedir que fofocas manchem a sua imagem.

Um problema que vem com a importância do novo cargo é que as pessoas muitas vezes inventam coisas sobre a pessoa apenas para aparecer.

Quanto mais alta a posição, maior é a importância da reputação e menor é o controle sobre as fofocas…

Essa coisa de fake news se tornou um problema tão grande que passou a influenciar o resultado das eleições e tiveram que criar leis para tentar controlá-las, mas é difícil acabar com as fofocas de corredor nas empresas.

E o problema maior é que isso cria pré-conceitos a seu respeito que podem gerar questionamentos sobre os motivos das suas decisões.

Quarenta e dois por cento de entrevistados indicaram que sentiam que as pessoas atribuíam motivos às suas escolhas que eram inconsistentes com os motivos reais.

Muito bem… esse é o problema. Como resolver?

Simples. Quando perceber que as pessoas estão com uma percepção errada das suas intenções, tenha a coragem de enfrentar os ataques diretos.

Em vez de FUGIR dos confrontos, como faz a maioria, ENFRENTE, rápida e diretamente as situações.

O segundo fator-crítico é neutralizar o efeito megafone.

A mesma coisa que acontece com a reputação se repete com palavras: tudo o que os líderes dizem tem importância exagerada.

Por isso, os executivos precisam entender que a partir do momento que assumem o cargo, é como se passassem a falar através de um megafone.

E isso 24 horas por dia, 7 dias por semana. Não tem mais essa de “em off” ou “informalmente”. Não existe “conversa fiada” no topo das organizações.

Isso não significa que os líderes devam se tornar rígidos ou formais, mas precisam ser conscientes desse efeito-megafone sobre o que dizem e fazem.

O terceiro fator-crítico é não se ofender com dados filtrados.

É comum que novos executivos descubram que as informações que recebem passam a ser “filtradas” no momento em que são elevados ao novo cargo.

Pessoas que antes faziam comentários livremente agora tomam cuidado para evitar conflitos, por exemplo.

A questão é que o acesso à informação bruta depende de como o executivo reage a ela.

Se você tiver reações muito severas, a tendência é que as pessoas passem a filtrar com cuidado aquilo que dizem.

Para resolver essa questão, a recomendação é abrir-se para verdades difíceis e principalmente lidar com elas com benevolência.

Finalmente, o quarto fator crítico de sucesso para novos executivos é se aliar aos pares.

As maiores distorções quando alguém é promovido ocorrem nos relacionamentos próximos.

Relacionamentos antes caracterizados por relações confortáveis agora parecem estranhos.

Ex-colegas tornam-se subordinados diretos ou permanecem em níveis mais baixos, enquanto ex-superiores tornam-se o novo grupo de pares.

A solução para esse problema é considerar que as coisas nunca mais serão as mesmas – mesmo que internamente você sinta que ainda é a mesma pessoa.

Em suma: a promoção de um executivo tem benefícios, mas também apresenta custos.

Levando em consideração esses fatores críticos, você terá mais chances de reduzir as conseqüências potencialmente negativas e pavimentar o seu caminho rumo ao sucesso.

Se quiser trocar ideias comigo sobre esse e outros temas relacionados a desenvolvimento de carreira e gestão de negócios, participe dos encontros ao vivo que realizo toda quarta-feira às 21h.

Basta deixar o seu nome aqui

Até a próxima.