Gestão & Negócios

Abrir um negócio próprio significa assumir riscos

Sabe aquele ditado “quem não arrisca não petisca?”. Pois é, no mundo dos negócios é exatamente assim. Eu li há alguns dias a história de uma empresária de São Caetano do Sul, interior de São Paulo, que exemplifica isso.

Depois de trabalhar por dez anos em uma escola infantil de cursos, a empresária decidiu abrir o seu próprio negócio. Só que, para isso, teve que investir o dinheiro que a família conseguiu com a venda da única casa que possuía, que tinha sido deixada pelos avós.

Com os 80 mil da venda, a empresária acrescentou outros 15 mil que tinha juntado e abriu a primeira escola, em 2010. Hoje a rede de cursos já tem 6 unidades e fatura quase 5 milhões por ano.

Ouça esta dica!
[podcast]http://www.claudionasajon.com.br/wp-content/uploads/2013/06/24.06.13.mp3[/podcast]

Comentários

comentários

No Comments Yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Grupo de Telegram

Inscreva-se no canal GESTÃO EMPRESARIAL do Telegram e receba alertas instantâneos sobre lives, webinários e oportunidades para desenvolver o seu negócio.

Grupo de gestão e negócios no whatsapp

Siga-me no YouTube

Siga-me no Facebook

Podcast “Gestão Empresarial” no iTunes