Claudio Nasajon

    Quando estiver ante um perfeccionista, proteja-se

    Às vezes preciso trabalhar com perfeccionistas, aquelas pessoas que não aceitam o “bom” e ficam eternamente procurando o “ótimo”, muitas vezes criando estresse por coisas que não geram impacto algum no resultado.

    Aí você me pergunta: tá, mas essas pessoas existem. Então, como você interage com elas?

    Bom, para começar, não me contagio. Antes de aceitar passivamente um pedido, avalio se realmente vale a pena fazer aquilo passivamente.

    Às vezes o ajuste é realmente necessário, como corrigir a descrição do produto num material de divulgação externa, mas em outras, a coisa é tão sem importância quanto mudar a tipologia num documento interno.

    Por isso, quando eu acho algo suficiente bom e alguém me pede para melhorar ainda mais, tento mostrar que o custo não compensa a diferença no resultado – melhor aplicar o tempo em coisas que trarão mais benefícios.

    Para mais dicas sobre negócios, inscreva-se aqui.

    Até a próxima!

    Comentários

    comentários

    CONVERSA EMPRESARIAL

    Toda quarta-feira, às 21h (BRT)

    Conversa online AO VIVO com Claudio Nasajon

    Venha compartilhar experiências e encontrar soluções para aplicar no seu próprio negócio.

    inscreva-se

    Podcast “Gestão Empresarial” no iTunes

    Pílulas de Gestão

    Para receber gratuitamente, por e-mail e SMS, vídeos, artigos e dicas sobre empreendedorismo e gestão empresarial, preencha os dados a seguir.

    Sou contra SPAM! Seus dados estão seguros comigo.

    Siga-me no Facebook

    Siga-me no YouTube