Claudio Nasajon

Pense antes de entrar num negócio familiar

Conheço negócios familiares que definharam na mão da segunda geração enquanto outros se mantiveram ou até cresceram na mão da segunda, terceira e até da quarta geração. Qual é a diferença entre eles?

Bom... segundo a BanyanGlobal, respeitada consultoria em negócios de família, as chances de sucesso do gestor podem ser resumidas a uma pergunta: ele joga para jogar ou joga para ganhar?

Pode ser que o pai queira que o filho trabalhe lá, mas isso não é tão forte quanto a paixão pelo negócio em si.

Outro ponto a considerar são as relações com os demais membros da família porque vão tomar decisões juntos.

E finalmente é preciso sentir-se confortável no centro das atenções.

Funcionários refletem o comportamento dos membros da família e isso constrói - ou corrói - a cultura da empresa.

Para mais recomendações sobre negócios, inscreva-se aqui.

Até a próxima!

Comentários

comentários

Gestão & Negócios

Falando de ERP – AO VIVO

Toda quarta-feira, das 15h às 16h (BRT)
sessões online AO VIVO com Claudio Nasajon

Tire suas dúvidas, receba orientações e conheça estudos de casos para aplicar no seu próprio negócio.

Pílulas de Gestão

Para receber gratuitamente, por e-mail e SMS, vídeos, artigos e dicas sobre empreendedorismo e gestão empresarial, preencha os dados a seguir.

Sou contra SPAM! Seus dados estão seguros comigo.

Podcast “Gestão Empresarial” no iTunes

Siga-me no Facebook

Siga-me no YouTube